Livro de Enoque: Anjos ou Aliens?

Enquanto as religiões afirmam que eles eram os seres mais próximos de Deus, há cada vez mais evidências que podem mostrar que eles eram seres extraterrestres que nos visitaram no passado.

Links Patrocinados
 

Muitas pessoas se perguntam o que são anjos ou por que alguns “caíram” na Terra?

De acordo com as escrituras antigas, os anjos caídos desafiaram Deus. Eles cometeram diversos pecados como a luxúria, além de fazerem tudo o que lhes era proibido. Eles mantiveram relacionamento com os humanos e, além disso, lhes ensinaram diferentes conhecimentos que estavam destinados a ser só deles.

Se analisarmos essas palavras, poderíamos dizer que a evolução dos seres humanos dependeu diretamente da interação com os “anjos”, uma semelhança quase idêntica às teorias dos antigos astronautas e sua intervenção na humanidade.

 

De acordo com a Bíblia, os anjos caídos são aqueles que se afastaram de Deus, questionando-o, e isso os levou a serem banidos do céu.

Desde as traduções de textos antigos em 1800, descobertas na Etiópia em 1768, o Livro de Enoque é a principal fonte para saber mais sobre esses seres que vieram do Céu para a Terra.

O Livro de Enoque

No entanto, assim como serviu à religião para seus estudos teológicos, também serviu aos acadêmicos para fortalecer as teorias relacionadas aos extraterrestres.

Várias cópias foram descobertas em 1948 entre os Manuscritos do Mar Morto. Isso nos levou a pensar que podemos rastrear relatos que se parecem muito com as antigas histórias sumérias.

Na verdade, no livro de Enoque você pode ler sobre a origem dos gigantes, também conhecidos como Nefilins, e como eles representavam uma raça híbrida que nasceu como resultado da relação entre os humanos e esses “anjos”.

Além de sua estranha chegada dos céus, semelhante à chegada dos Anunnakis, os deuses sumérios, e de outras culturas ancestrais, que são responsáveis pelo nascimento de uma raça híbrida, como os nefilins, os anjos, segundo o livro de Enoque, são os responsáveis diretos pelo início da evolução da humanidade.

Ele detalha como foram eles que ensinaram a humanidade a trabalhar o metal, usar remédios e raízes para curar e conhecimentos específicos sobre as estrelas e o nosso Sistema Solar.

Um trecho dos textos antigos diz o seguinte:

“E Azazel ensinou os homens a fazer espadas, facas, escudos e couraças, e deu a conhecer a eles os metais da Terra e a arte de trabalhar com pulseiras e ornamentos, e o uso de antimônio e o embelezamento das pálpebras, e todos os tipos de pedras preciosas e todas as tinturas de coloração. E havia muita maldade e eles cometeram fornicação e foram desencaminhados e corrompidos em todos os seus caminhos. Semjaza ensinou encantamentos e cortes de raízes, Armaros a resolução de encantamentos, Baraqijal, ensinou astrologia, Kôkabêl as constelações, Ezeqeel o conhecimento das nuvens, Araqiel os signos da Terra, Shamsiel os signos do Sol e Sariel o curso da Lua”.

Antigos Astronautas

Mais e mais pessoas têm certeza de que as histórias antigas que se referem aos anjos, realmente falam de alienígenas. As descrições e sua forma de agir.

Todas as características relacionadas aos seres de outros mundos se encaixam perfeitamente com a descrição, não apenas dos anjos, mas dos deuses ancestrais de todas as religiões antigas.

Segundo Erich von Däniken, existem certos artefatos e construções que revelam o nível de inteligência e tecnologia que esses seres possuíam, que ajudaram a humanidade a se desenvolver. Um exemplo disso são as Pirâmides do Egito ou monumentos como Puma Punku, na Bolívia.

O acadêmico afirma ainda que toda a arte e iconografia ancestrais encontradas nas ruínas ao redor do mundo, mostram uma história quase idêntica à lida na Bíblia, só que nela é possível ver ilustrações gráficas de artefatos voadores e tecnologicamente avançados.

A Bíblia também menciona grandes artefatos, tecnologicamente avançados que, mesmo hoje, seriam impossíveis de replicar, como a Arca da Aliança, um objeto mágico que protegia um povo inteiro que viajava com ele.

Von Däniken tem certeza de que esse dispositivo era um instrumento que funcionava com a radioatividade, tão avançada que podia transformar a matéria orgânica em um alimento valioso como o maná.

Este artefato venceu guerras e depois desapareceu misteriosamente e, até hoje, não existe qualquer indicação de sua localização.

Muitas religiões são interpretações de religiões mais antigas, os mais antigos relatos de que a Bíblia dão uma explicação quase literal de como seres, de aparência quase divina, desceram do céu e ajudaram a humanidade a se desenvolver. Por que não acreditar que a história dos anjos se refere a esses mesmos seres?

A religião se encarregou de eliminar esse pensamento de seus fiéis, mas não da mente crítica.